UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

08/03/2010 - 10h14

Tarpon fecha parceria e capta US$ 416 milhões

SÃO PAULO - A Tarpon Investimentos (Tisa) concluiu captação de US$ 416 milhões (R$ 746 milhões). A maior parte, US$ 275 milhões, é a maior captação individual já feita pela gestora e vem de uma parceria com o Alberta Investment Management Corporation (AIMCO), em nome de fundos de pensão, fundações e fundos soberanos da Província de Alberta, no Canadá. Os US$ 141 milhões restantes foram levantados desde outubro junto a diversos investidores.

Pelos termos do acordo, o AlMCO será âncora de um novo fundo de co-investimento de ambos, o Special Opportunities Fund, que terá gestão sob o comando da Tisa. O fundo de Alberta aportará US$ 250 milhões e a TIG Holdings, US$ 25 milhões. Em 2009, a Tarpon separou a área de gestão de recursos próprios, concentrada a partir de então na TIG, da de recursos de terceiros, a Tisa, uma subsidiária da TIG.

Eduardo Mufarej, diretor de relações com investidores e sócio da Tarpon, afirma que o modelo é inédito no Brasil. " Antes, se encontrássemos um investimento que necessitasse de uma quantidade de recursos grande, precisaríamos buscar um terceiro investidor para participar conosco. A partir de agora, poderemos fazer o investimento dentro dessa parceria interna " , diz. Mufarej explica que o parceiro canadense tem interesse em investimentos em território brasileiro. A AIMCO é um dos maiores gestores de fundos institucionais do Canadá, com US$ 69 bilhões sob gestão e tem como única acionista a Província de Alberta. Os recursos do novo fundo serão aplicados tanto em private equity quanto em ações. Ele poderá receber outros aportes de até US$ 1 bilhão de quaisquer outros investidores. A Tisa terá até dois anos para aplicar os recursos e o prazo de investimento será de três, renováveis por períodos adicionais de um ano. AIMCO, TIG e os acionistas controladores da TIG firmaram um acordo de acionistas de quatro anos, que prevê que o fundo canadense possa ter uma participação acionária na holding. Se o AIMCO adquirir mais de 15% do capital da TIG no mercado, poderá ter direito de veto em determinados assuntos e as ações da empresa, hoje classe A e B, podem ser de uma única classe, ordinárias. De imediato, o fundo de Alberta poderá indicar um membro ao conselho de administração da TIG. Com a captação, a Tarpon passa a ter US$ 2,562 bilhões (R$ 4,639 bilhões) sob gestão, transformando-se em uma das maiores do país.

(Ana Paula Ragazzi | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host