UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/03/2010 - 16h09

Aviação doméstica registra crescimento recorde de 42,89% em fevereiro

SÃO PAULO - As companhias aéreas brasileiras registraram um aumento de 42,89% no movimento de passageiros nos voos domésticos em fevereiro, em relação ao mesmo período de 2009.

Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), trata-se do maior crescimento percentual do setor já registrado desde setembro de 2003, quando os dados começaram a ser computados. A TAM manteve a liderança do mercado, com participação de 42,42%, inferior aos 42,85% de janeiro. A Gol diminuiu a diferença sobre a líder, registrando fatia de 41,61% em fevereiro, contra 40,98% no mês anterior.

Entre as companhias médias, a Webjet registrou fatia de 6,34% (ante 6,68% em janeiro), Azul obteve participação de 5,20% (4,99%) e a OceanAir ficou com 1,97% (2,21%).

A ocupação média dos aviões nos voos domésticos foi de 71,63%, bem acima dos 60,72% apurados em fevereiro de 2009. As companhias ampliaram a oferta de assentos em 21,14% no período.

Já nos voos internacionais, as companhias brasileiras registraram um crescimento de 14,43% na demanda em fevereiro na comparação com o mesmo mês de 2009.

A oferta de assentos ficou praticamente estável (alta de 0,04%) e a ocupação média das aeronaves saltou de 67,30% para 76,98% no período. Nesse segmento, a TAM manteve a liderança de mercado, com 81,95%, em linha com a fatia de 81,49% detida em janeiro. A Gol (que inclui as operações da Varig) ficou com 17,96% em fevereiro, contra 18,42% em janeiro.

Vale lembrar que as estatísticas da Anac não computam o desempenho das companhias estrangeiras que voam para o Brasil.

No acumulado do primeiro bimestre, a indústria brasileira de aviação já registra avanço de 36,5% no movimento de passageiros nos voos domésticos e alta de 13,7% nas rotas internacionais.

Ainda segundo a Anac, a elevada procura por voos não provocou reajuste de tarifas, pelo menos até janeiro. O passageiro pagou, em média, R$ 0,41 por quilômetro voado no Brasil em janeiro, ante R$ 0,53 em janeiro de 2009, mesmo com o aumento da demanda doméstica de 31,7% no período. Em dezembro de 2009, o quilômetro voado no país era de R$ 0,44.

Na média de 67 linhas monitoradas pela Agência, entre capitais e importantes cidades no Brasil, uma passagem aérea custou R$ 302,60 em janeiro, valor praticamente igual ao de dezembro de 2009 e 28% mais barato do que em janeiro do ano passado (R$ 418,94). Os dados de fevereiro ainda não estão disponíveis.

(Téo Takar | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host