UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/03/2010 - 15h05

BMW lucra 210 milhões de euros em 2009, com vendas nos emergentes

SÃO PAULO - Impulsionada pelo crescimento das vendas nos mercados emergentes, a BMW anunciou nesta quinta-feira um lucro líquido de 210 milhões de euros em 2009, superando as expectativas dos analistas, que projetavam ganhos de cerca de 170 milhões de euros para a empresa.

O resultado, no entanto, representou uma queda de 36,4% frente ao lucro líquido auferido no ano anterior, quando a companhia registrou lucro de 330 milhões de euros. O lucro antes dos impostos, por outro lado, somou 413 milhões de euros, o que significou um crescimento de 17,7%. "Nós desempenhamos bem em 2009 apesar das condições difíceis do mercado em todo o mundo", afirmou o presidente executivo do grupo alemão, Norbert Reithofer. As receitas da empresa caíram 4,7% no período, totalizando 50,681 milhões de euros, perdas no entanto limitadas pelos países emergentes, que apresentaram recordes de crescimento nas vendas da companhia.

Somente no Brasil, a BMW registrou um avanço de 118,8% nas vendas, que totalizaram 6,3 mil unidades em 2009. Na China, as vendas somaram 90,5 mil unidades, uma alta de 37,5%, enquanto na Índia foi verificado um crescimento de 24,4%, para 3,6 mil unidades. Por outro lado, na Alemanha, o maior mercado em termos de unidades vendidas do grupo, foi registrado um recuo de 9,4% nas unidades vendidas, para 258 mil. Nos EUA, as perdas foram maiores, com queda de 20,3%, para 241,7 mil unidades. Para 2010, a BMW prevê um aumento de 50 mil veículos vendidos em todo o mundo, o que levaria a produção a um total de 1,3 milhão. "Nós estamos prudentemente otimistas para este ano. Nós planejamos crescer nossas vendas novamente na China, Brasil e na Índia", afirmou o executivo. Vale lembrar que o grupo optou por manter a distribuição de dividendos frente à do ano passado, em 0,30 euro por ação ordinária e em 0,32 por ação preferencial. (Vanessa Dezem | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host