UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/03/2010 - 14h50

Indústria perde participação no PIB em 2009

RIO - A queda de 0,2% no Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro no ano passado levou à perda de participação relativa dos setores mais afetados pela crise internacional no total do valor adicionado a preços básicos nas contas nacionais. A indústria, que recuou 5,5% no ano passado, fechou o ano com 25,4% de participação no total do valor adicionado, contra 27,3% em 2008.

Entre os setores industriais, a maior perda ficou com a extrativa mineral. Puxada por uma perda de 22,3% no setor de minério de ferro, a participação do setor caiu de 3,2% em 2008 para 1,3% no ano passado.

A indústria de transformação, mesmo caindo 7% no ano passado, respondeu em 2009 por 15,5% do valor adicionado total, contra 15,6% em 2008.

A construção civil viu crescer sua fatia no bolo, de 5% para 5,1% entre 2008 e 2009, enquanto a produção e distribuição de eletricidade, gás, água, esgoto e limpeza urbana se manteve estável, em 3,5%.

Já a participação dos serviços subiu de 66,7% em 2008 para 68,5% no ano passado, com destaque para os avanços da administração, saúde e educação públicas, com 16,7% no ano passado, depois de 15,7% em 2008; e outros serviços, com avanço de 14,2% para 15,6%. Já a agricultura pulou de 5,9% para 6,1%.

Do lado da demanda, o consumo das famílias passou de 60,3% do PIB em 2008 para 62,8% no ano passado, enquanto o consumo da administração pública avançou de 19,6% para 20,8%. Já a Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF), somada à variação de estoques, viu seu peso no PIB cair de 19,9% para 16,5%.

(Rafael Rosas | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host