UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

12/03/2010 - 20h37

Vale quer elevar produção de níquel no Canadá

SÃO PAULO - Depois de quase oito meses de greve de funcionários de suas plantas no Canadá, a mineradora Vale anunciou ações para aumentar a produção de níquel nesse país. A greve dos funcionários sindicalizados da Vale Inco no Canadá continua. Em nota distribuída hoje, a empresa diz que passou a dar prioridade ao níquel na produção do complexo de Sudbury, em Ontário. As operações desse complexo tinham sido parcialmente retomadas em setembro de 2009, mas na ocasião a prioridade era o cobre. Agora, diz a Vale, a intenção é elevar o fornecimento de minério de níquel para o smelter (caldeira) de Copper Cliff, que está operando à plena capacidade e produz óxido de níquel que vai para a refinaria de Clydach.

A caldeira produz " à taxa nominal de 5 milhões de toneladas métricas de níquel por mês " e a mineradora quer manter a produção sem paradas até o final do segundo trimestre. Já a refinaria de Clydach " está operando à taxa de 1,1 milhões de toneladas métricas por mês e espera retomar plena capacidade em abril, produzindo 3,6 milhões de toneladas métricas de níquel por mês " . Na província canadense de Newfoundland and Labrador, foi retomada a produção na mina de Voisey ? s Bay. Essa unidade fornece concentrado de níquel às operações da Vale em Thompson (Manitoba) e Sudbury (Ontário) e concentrado de cobre para clientes na Europa. Segundo a nota da Vale, Voisey ? s Bay " está operando em intervalos de duas semanas alternadamente, produzindo 1,6 milhões toneladas métricas de níquel e 1,3 milhões de toneladas métricas de cobre por mês " . (Paula Cleto | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host