UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

17/03/2010 - 17h26

Presidente do PSDB minimiza resultado da pesquisa CNI/Ibope

SÃO PAULO - O presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), minimizou hoje o resultado da pesquisa CNI/Ibope para presidente, que mostra uma redução da vantagem do governador paulista, José Serra (PSDB), para a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT). A diferença entre os dois pré-candidatos caiu de 21 para cinco pontos percentuais. "José Serra não fez outra coisa senão manter suas intenções de voto. Mantivemos uma posição estável, com o governador em São Paulo, sem andar pelo Brasil, sem aparecer nas redes de televisão", afirmou Guerra em videochat para usuários da rede de microblogs Twitter.

Para o senador, o resultado do levantamento foi influenciado pela maior exposição da ministra nos últimos meses. "A ministra Dilma andou o Brasil inteiro numa campanha ilegal, no avião do presidente, com combustível da União", criticou. O tucano ainda aproveitou para alfinetar a petista ao declarar que sua candidatura depende basicamente do apoio e da capacidade de transferência de votos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Não conheço nenhum eleitor de Dilma. Eu conheço eleitores do Lula que votam na Dilma", disse Guerra depois de admitir o crescimento da ministra nas pesquisas de intenção de voto.

Segundo ele, o PSDB e os demais partidos aliados trabalham com a hipótese de lançar o nome de Serra na disputa ao Palácio do Planalto no dia 10 de abril. "Quando terminar a Semana Santa, ele será candidato. O anúncio será em Brasília", destacou. A demora em anunciar a pré-candidatura despertou a preocupação na seara tucana, sobretudo após pesquisas de intenção de voto mostrarem uma estagnação de Serra e um aumento nas preferências por Dilma.

(Fernando Taquari | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host