UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

17/03/2010 - 12h49

Steel do Brasil prepara aumento do limite de capital autorizado

SÃO PAULO - A Steel do Brasil - companhia pré-operacional com o objetivo de produzir minério de ferro no país - convocou seus acionistas a apreciar uma proposta de aumento do limite do capital social autorizado em R$ 1,5 bilhão, como forma de acelerar um planejado processo de capitalização.

De acordo com documento publicado hoje na Comissão de Valores Mobiliários, o conselho de administração da empresa marcou para o dia 1 de abril a Assembleia Geral Extraordinária (AGE) que vai deliberar sobre a alteração no estatuto que visa elevar o limite de capital autorizado de R$ 500 milhões para R$ 2 bilhões. A empresa diz que quer " tornar mais célere " o processo de aumento de seu capital social, que está, atualmente, em apenas R$ 678,59 mil. O plano é emitir ações para financiar as obrigações decorrentes dos investimentos anunciados nesta semana na Mhag e na Mineração Minas Bahia (Miba), que podem chegar a US$ 600 milhões, conforme informou matéria do Valor de hoje.

De acordo com a matéria, a Steel do Brasil pretende concluir em dois meses uma capitalização de US$ 600 milhões a US$ 800 milhões.

A empresa já fechou, por US$ 245 milhões, a compra de 70% do capital da Mhag, dona de operações paralisadas no Rio Grande do Norte. O negócio, no entanto, poderá chegar a US$ 350 milhões caso a trading Noble Group decida alienar a parcela remanescente no projeto.

No caso da Miba, os investimentos foram da ordem de US$ 190 milhões na compra de 80% do projeto Jiboia, que fica no norte de Minas Gerais, e de 50% de outros recursos minerais de ferro na mesma região, mediante uma joint venture. Conforme matéria do Valor, o grupo também negocia os 20% restantes no projeto Jiboia, que exigiriam desembolsos adicionais de US$ 60 milhões.

(Eduardo Laguna | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host