UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

25/03/2010 - 17h13

Procon-SP encontra diferença de até 421% nos preços de medicamentos

SÃO PAULO - Pesquisa realizada pelo Procon-SP em farmácias da capital paulista constatou uma variação de preços de até 421% nos medicamentos genéricos e de até 123,5% em remédios de referência.

O levantamento, realizado entre os dias 3 e 5 de março, reforça a necessidade do consumidor pesquisar preços antes de efetuar a compra de medicamentos.

A maior diferença percentual de preços foi constatada para a caixa do Diclofenaco Sódico (genérico do Voltaren). O menor valor encontrado para o medicamento foi de R$ 1,89, e o maior, de R$ 9,85, uma variação de 421,16%.

Na sequência aparece o Paracetamol em gotas de 15 ml (genérico do Tylenol), cujo preço oscilou 400,67%, de R$ 1,49 a R$ 7,46. Entre os remédios de referência, o Valium (Diazepan) de 20 comprimidos foi o que apresentou maior diferença, de 123,46%, com preços variando de R$ 4,05 a R$ 9,05.

O levantamento constatou ainda que os genéricos estão, em média, 54,39% mais baratos que os respectivos remédios de referência. O Procon-SP citou como exemplo o cloridrato de fluoxetina (genérico do Prozac) de 20 mg com 28 cápsulas, que foi encontrado por um preço médio de R$ 31,54, 72,3% mais barato que o medicamento de referência, cujo preço médio está em R$ 114,11.

(Téo Takar | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host