UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

26/03/2010 - 13h56

Cyrela aumenta preços de unidades para compensar alta nos custos

SÃO PAULO - A Cyrela Brazil Realty vem praticando aumentos nos preços das unidades "superiores aos reajustes praticados nos últimos tempos", para compensar o aumento dos custos no setor de construção civil, que já foi sentido pela incorporadora no último trimestre do ano passado, informou hoje o presidente da incorporadora, Elie Horn, durante teleconferência a analistas.

Segundo o diretor de Relações com Investidores, Luis Largman, o aumento este ano será de cerca de 4%. O balanço da companhia mostra que o custo total passou de R$ 504,4 milhões no quarto trimestre de 2008 para R$ 793,2 milhões no último trimestre do ano passado, o que denota um crescimento de 57,3%.

O custo de incorporação imobiliária residencial, que representou 97% do custo total do trimestre, com R$ 775,4 milhões, teve um aumento de 58,5%. Esse percentual de alta se deve, em grande parte, ao início da construção de novos empreendimentos - somente este item foi responsável pelo acréscimo de 21% do custo total no trimestre.

A Cyrela frisa que o acelerado crescimento das operações no mercado imobiliário nos últimos três anos, acompanhado do aumento da competitividade no setor, " vem afetando os principais itens que compõem o custo de construção, com destaque para mão-de-obra, porque a escassez de mão-de-obra qualificada demanda maiores investimentos para capacitação dos trabalhadores " .

A incorporadora justifica ainda que o crescimento do setor imobiliário afeta a demanda por materiais e equipamentos, levando ao aumento dos custos de construção e pressionando as margens praticadas pela empresa. No último trimestre do ano passado, a Cyrela revisou os orçamentos de todas as obras lançadas entre 2006 e 2008, o que resultou em aumento dos custos a incorrer de, em média, 3,1%. O impacto dessa revisão no custo no trimestre foi de R$ 21,1 milhões, o equivalente a 2,8% do total do custo de incorporação. Cristiano Hees, analista de construção civil da Brascan Corretora, afirma que a inflação na cadeia de construção civil tem sido uma preocupação para o setor como um todo. " A tendência para este ano é de encarecimento dos custos. Todas as empresas já esperam um INCC (Índice Nacional de Custo da Construção) bem acima do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo). Elas já falam de algo em torno de 3 a 4 pontos percentuais acima do IPCA, o que resulta numa expectativa de algo em torno de 8 p.p. este ano " . Hoje a Fundação Getulio Vargas (FGV) divulgou que o INCC aumentou 0,45% em março, ou 0,10 ponto acima da taxa de fevereiro. No acumulado dos últimos 12 meses, o crescimento da inflação medida pelo índice é de 4,12%. No ano passado, a Cyrela, levando em conta a Living, contabilizou 91 lançamentos, sendo 42 apenas no último trimestre, a um preço médio por unidade de R$ 215 mil, ou R$ 3,2 mil por metro quadrado. (Karin Sato | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host