UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

26/03/2010 - 11h59

Presidente Lula diz que não faz campanha antecipada para Dilma

SÃO PAULO - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que não tem havido campanha eleitoral "antecipada", nem "dissimulada" em favor da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, que é pré-candidata do PT à Presidência da República. Ontem, Lula foi multado pela segunda vez em uma semana pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por antecipar a campanha em favor da ministra. Segundo ele, a acusação é "barulho" da oposição. O presidente lembrou que a decisão do TSE não é definitiva e disse que seus advogados vão entrar com recurso. "Espero que a multa seja anulada, uma vez que, no meu entendimento, não houve nem tem havido campanha antecipada, nem dissimulada. O fato concreto é que todo esse barulho é feito pela oposição por razões políticas", disse.

Por quatro votos a três, os ministros do TSE acolheram representação proposta pelos partidos de oposição (PSDB, DEM e PPS) e aplicaram uma multa de R$ 10 mil ao presidente. A ação o acusa de ter feito comício em prol da "candidata de fato" do PT durante a inauguração do Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados de São Paulo (Sindpd/SP), em 22 de janeiro deste ano.

Na quinta-feira da semana passada, o tribunal aplicou uma multa de R$ 5 mil ao presidente. Desta vez, os ministros questionaram a atuação de Lula na cerimônia de inauguração do complexo poliesportivo em Manguinhos, no Rio de Janeiro, em maio de 2009. Ontem pela manhã, antes da decisão da Justiça Eleitoral, Lula chegou a manifestar preocupação com a possibilidade de ser multado novamente por fazer propaganda antecipada para Dilma. Ao participar da inauguração e entrega de 106 unidades habitacionais do PAC, em Osasco (SP), o presidente disse que não é possível resolver os problemas das favelas em um só mandato. "Estamos fazendo um processo de reparação e tenho certeza de que isso vai continuar. Não posso dizer pra vocês nomes. Já fui multado em R$ 5 mil pela Justiça Federal. Eles disseram que eu falei o nome de uma pessoa ", afirmou o presidente numa referência a Dilma. Após a manifestação de Lula, a plateia presente gritou em coro o nome da ministra. "Se eu for multado, vou trazer a conta para vocês" , brincou o presidente.

(Fernando Taquari | Valor, com Agência Brasil)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host