UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

31/03/2010 - 12h34

Formação da Ptax ajuda a segurar dólar em baixa

SÃO PAULO - O dólar comercial marca o terceiro dia de baixa ante o real, mostrando que os vendidos (apostas pró-real) estão levando a melhor na formação da Ptax (média das cotações ponderada pelo volume) que acontece hoje. A taxa será utilizada para liquidar os contratos futuros de abril.

Nesta manhã, correram pela mesas de operação que houve ingressos de US$ 200 milhões a US$ 500 milhões ligados ao setor de mineração. No entanto, não se pode destacar que isso seja apenas estratégia dos vendidos para justificar a pressão de baixa na taxa.

Por volta das 12h30, o dólar comercial era negociado com depreciação de 0,50%, a R$ 1,784 na compra e R$ 1,786 na venda.

Na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM & F), o dólar para abril recuava 0,27%, para R$ 1,7845 na venda. O dólar para maio, que a partir de amanhã vira contrato de referência, perdia 0,36%, a R$ 1,7955.

Agora à tarde, o mercado pode ganhar outra dinâmica, já que a briga para formação da Ptax perde intensidade.

No câmbio externo, o euro e a libra ganhavam do dólar, que perdeu força após a divulgação de indicadores econômicos. A ADP, empresa que processa folhas de pagamento, mostrou que o setor privado americano fechou 23 mil postos de trabalho no mês passado, contrariando a previsão de abertura de 40 mil novas vagas.
Depois disso, foi divulgado que a atividade em Chicago cresceu de forma mais modesta durante o mês de março. A agenda americana ainda apontou um crescimento de 0,6% nas encomendas à indústria em fevereiro.

(Eduardo Campos | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host