UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

31/03/2010 - 19h42

TAM descarta novo plano de abertura de capital em subsidiárias

SÃO PAULO - O presidente da TAM Linhas Aéreas, Líbano Barroso, disse hoje que o grupo não planeja novas aberturas de capital de unidades de negócio, após a oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) realizada em fevereiro pela Multiplus, subsidiária responsável por programas de fidelização.

Segundo o executivo, os fundos de investimento estão conservadores com aplicações no mercado financeiro, o que explica o cancelamento ou a revisão para baixo de preços em ofertas realizadas neste ano.

Após o processo de coleta de intenções de investimento (bookbuilding) na oferta da Multiplus, o preço por ação da empresa foi fixado em R$ 16, um desconto em relação à faixa estimada no prospecto da operação, de R$ 18 a R$ 24.

Durante entrevista coletiva à imprensa, Barroso descartou hoje uma nova operação do tipo com o negócio de manutenção de aeronaves do grupo.

A TAM tem em São Carlos, no interior de São Paulo, uma unidade de manutenção, reparos e revisões (MRO, na sigla em inglês), que tem um contrato de serviços com a companhia aérea chilena LAN. "No caso do MRO, acredito mais em uma parceria estratégica do que na abertura de capital", assinalou.

Durante apresentação dos resultados financeiros da empresa, o executivo afirmou que o IPO da Multiplus - que levantou R$ 692,384 milhões em valores brutos - levou a disponibilidade de caixa da empresa para R$ 2,8 bilhões.

A relação entre o endividamento líquido - que desconta o caixa - com a geração de caixa medida pelo Ebitdar (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação, amortização e arrendamento de aeronaves) fechou o exercício de 2009 em 5,7 vezes, mas a meta da TAM é reduzir essa razão para a faixa de 4 a 5 vezes em dois anos.

Em 2009, a TAM lucrou R$ 1,3 bilhão, após marcar um prejuízo de R$ 1,5 bilhão em 2008. A empresa informou que voltará a pagar dividendos e juros sobre capital próprio aos acionistas, com uma distribuição de R$ 237 milhões prevista para maio.

(Eduardo Laguna | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host