UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

31/03/2010 - 09h53

Varejo é atendido até R$ 299,9 mil na oferta da Ecorodovias

SÃO PAULO - O pequeno investidor que tomou parte na oferta de ações da Ecorodovias, concessionária que opera o sistema Anchieta-Imigrantes, teve seu pedido de reserva atendido até R$ 299.991,50. Os funcionários que participaram da oferta também foram atendidos até o mesmo valor, que é praticamente o teto para os pedidos de varejo. Os investidores vinculados foram incluídos da oferta.

Publicado o Anúncio de Início, os papéis da companhia passam a ser negociados amanhã, dia 1º de abril, no Novo Mercado da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), sob o código ECOR3. A liquidação da oferta ocorrerá no dia 6 de abril.

Ontem, o preço de emissão das ações foi fixado em R$ 9,50, dentro da faixa estimativa de preço que ia de R$ 9,00 a R$ 12,00. Essa foi a primeira oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) de 2010 na qual o preço de venda saiu dentro do intervalo sugerido. Aliansce Shopping Center, Multiplus, BR Properties e OSX Brasil tiveram de dar desconto no preço.

Ainda assim, a operação movimentou menos do que o estimado inicialmente pela empresa. Quando comunicou formalmente, via Fato Relevante, a intenção de vender ações, a Ecorodovias estimou a oferta em R$ 2 bilhões. Nas condições atuais, o valor máximo é de R$ 1,36 bilhão. Foram vendidos ao todo 144 milhões de ações ordinárias, sendo 92 milhões de novos papéis (distribuição primária) e outros 33,22 milhões de ativos de titularidade dos acionistas vendedores. Com isso, a oferta somou R$ 1,19 bilhão.

Acontece que já está registrado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) o exercício do lote suplementar, que poderá ser colocado ao longo dos próximos 30 dias para atender a eventual excesso de demanda. Com isso, a cifra vai a R$ 1,36 bilhão. O lote adicional não foi colocado.

Com a venda das novas ações a Ecorodovias fez uma captação bruta de R$ 874 milhões para o seu caixa, dinheiro que será utilizado para financiar suas atividades, que envolvem concessões de rodovias, portos, terminais logísticos e a aquisição de empresas que atuem nestes setores. Os R$ 315 milhões restantes (que podem chegar a R$ 494 milhões depende o exercício do lote suplementar) vão para a CR Almeida Engenharia e Construções, acionista controlador indireto da companhia, e para a Primav Construções, empresa controlada pela a CR Almeida. Outro acionista relevante, que detinha 35% das ações ON, é a italiana Impregilo International Infrastructures. O controle da holding é da Impreglio SpA que detém participações em concessões de rodovias, aeroportos, aquedutos e produção de energia renovável.

A R$ 9,50 por papel, o valor de mercado da Ecorodovias é de R$ 5,03 bilhões. Já a quantidade de ações em circulação é de 22,41%, abaixo, portanto, do mínimo exigido pela regulação do Novo Mercado. Considerando o lote suplementar, a flutuação sobe para 25,77%.

(Eduardo Campos | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host