UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

01/04/2010 - 11h52

Aguardando Meirelles, DIs operam estáveis

SÃO PAULO - Os contratos de juros futuros operam próximos da estabilidade nesta quinta-feira na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM & F).

Por volta das 11h50, o contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) com vencimento em maio de 2010 operava estável, a 8,66%. Julho de 2010 também marcava estabilidade, mas a 9,19%. Janeiro de 2011 apontava 10,37%, queda de 0,01 ponto.

Entre os vencimentos mais longos, janeiro de 2012 não tinha oscilação, marcando 11,66%. Janeiro 2013 subia 0,02 ponto, a 12,07%. Janeiro 2014 acumulava 0,04 ponto, a 12,17%.

O diretor de gestão da Meta Asset Management, Henrique de La Rocque, o mercado está mais tenso em função da indefinição cercando a presidência do Banco Central (BC). "O mercado não gosta de dúvida." Os agentes esperam para o hoje uma definição de Henrique Meirelles sobre sua permanência ou saída do comando do Banco Central.

Pelo lado econômico, diz De La Rocque, os investidores reagem aos dados de produção industrial, que ficaram acima da mediana. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a atividade fabril subiu 1,5% em fevereiro. No comparativo com fevereiro no ano passado, o salto foi de 18,4%. Com isso, observou o IBGE, o patamar de produção industrial voltou a um nível próximo ao de maio de 2008.

Analisando agora o horizonte de política monetária, o diretor aponta que é fato que haverá alta de juros em abril, mas ainda resta definir se o início do ciclo de aperto monetário será de 0,5 ponto ou 0,75 ponto. Não que faça grande diferença em termos econômicos, mas sim a sinalização que é dada ao mercado.

Para De La Rocque, pela sinalização dada via Relatório de Inflação, o Comitê de Política Monetária (Copom), deve iniciar o ajuste com uma elevação de 0,5 ponto.

(Eduardo Campos | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host