UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

05/04/2010 - 15h02

Marina garante que, se eleita, vai manter tripé da economia brasileira

A pré-candidata do PV à Presidência, Marina Silva, garantiu hoje que, se eleita, vai manter o tripé da economia brasileira, com superávit primário, câmbio flutuante e metas de inflação. "A política econômica deve ser mantida, reorientando o processo. É preciso que os juros possam diminuir para que se tenham os investimentos", ressaltou Marina, depois de lembrar que o tripé foi chamado por muito tempo de política neoliberal. "Nunca mais vi esse termos associado a essas três ferramentas", acrescentou.

Marina, no entanto, procurou deixar claro que tem um projeto de governo diferente de José Serra (PSDB) e Dilma Rousseff (PT), seus principais adversários na disputa ao Palácio do Planalto. "Os dois tem uma visão parecida, que é desenvolvimentista. Eu prefiro qualificar o que é esse crescimento , que não se transforma em melhoria na vida das pessoas em todos os aspectos", enfatizou a pré-candidata do PV.

Segundo ela, o desafio está em manter o equilíbrio econômico e a inclusão social com uma economia de baixo carbono. Marina tentou, mas não conseguiu evitar repetir as críticas à Serra feitas por Dilma em entrevista hoje ao jornal O Estado de S. Paulo. Na ocasião, a petista acusou o tucano de não ter planejado o país enquanto foi ministro da Planejamento. Para Marina, o Brasil não tem planejamento há muito tempo. Como exemplo, listou três setores que carecem mais atenção: saúde, educação e infraestrutura. No caso da saúde, defendeu a implementação do Sistema Único de Saúde, com o aprimoramento na alocação dos recursos. Em relação à educação, cobrou um aumento dos investimentos ao lembrar que 55% das crianças que entram no ensino fundamental não conseguem concluí-lo. Por fim, voltou a artilharia novamente para o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), considerando uma das principais vitrines da campanha de Dilma. O PAC, destacou, tem como objetivo apenas gerenciar as obras. "O desafio está em preparar a infraestrutura para o desenvolvimento sustentável", argumentou.

(Fernando Taquari | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host