UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

06/04/2010 - 12h40

Desempenho das "blue chips" sustenta alta da Bovespa

SÃO PAULO - O bom desempenho das chamadas "blue chips" (ações de primeira linha) está conseguindo manter a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) em alta pelo sétimo pregão consecutivo, descolada do mercado externo ao longo de toda manhã.

Por volta das 12h35, o Ibovespa, que oscilou entre 70.822 pontos e 71.711 pontos, subia 0,40%, aos 71.578 pontos, com volume financeiro negociado de R$ 2,437 bilhões.

Em Wall Street, as bolsas começaram a reduzir as perdas e a inverter o rumo. Há instantes, o índice Dow Jones recuava 0,05%, enquanto o Nasdaq subia 0,08% e o S & P 500 avançava 0,07%.

Os agentes aguardam a divulgação da ata referente à última reunião do Federal Reserve (Fed), banco central americano, que poderá trazer novas sinalizações sobre a retirada dos estímulos econômicos adotados ao longo da crise financeira.

Embora assinale que a alta da Bovespa na jornada desta terça-feira esteja sendo puxada pelas empresas de grande peso sobre o índice, o analista de investimentos da Spinelli, Max Bueno, ressalta que uma realização de lucros não pode ser descartada.

"Seria um movimento normal, considerando a forte perfomance nos últimos dias, mas, no momento, faltam pretextos para uma correção", observou.

Há pouco, enquanto os papéis PNA da Vale subiam 0,40%, a R$ 49,99, com giro de R$ 315,2 milhões, as ações PN da Petrobras tinham elevação de 0,66%, a R$ 36,25, com volume movimentado de R$ 212,8 milhões.

Também figuram entre os papéis mais negociados Gerdau PN, com giro de R$ 130,2 milhões e alta de 2,69%, a R$ 31,24; e as ações OGX Petróleo ON, com volume de R$ 119,7 milhões e ganhos de 1,28%, a R$ 17,30.

"Lá fora, os preços do cobre atingiram o maior nível em dois anos, assim como o petróleo subiu forte ontem. A alta motiva os ganhos entre as empresas de países emergentes, com destaques para os papéis da Petrobras, OGX e Vale, com os investidores também na expectativa de um novo reajuste no contrato da mineradora que vai vigorar no terceiro trimestre, tendo em vista a alta do minério no mercado spot chinês", comentou Bueno.

Ao fim da primeira etapa dos negócios, entre os destaques de alta do Ibovespa, figuravam as ações PN da TAM, com ganhos de 3,65%, a R$ 32,03, os papéis Duratex ON, com valorização de 3,39%, a R$ 16,45, e Klabin PN, com avanço de 2,98%, a R$ 5,52.

No sentido contrário, as ações PN da Gol cediam 2,39%, a R$ 22,38, os papéis ON da Redecard caíam 2,17%, a R$ 31,99, e PDG Realty ON perdia 1,44%, a R$ 15,00.

(Beatriz Cutait | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host