UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

12/04/2010 - 09h19

Bolsas asiáticas fecham sem rumo comum

SÃO PAULO - Grande parte das praças acionárias da Ásia fechou em queda, com exceção de Tóquio. Na China, permanecem os temores de que o governo adote novas medidas de aperto monetário ao mesmo tempo que os agentes esperam novos dados econômicos.

Os investidores souberam que os novos empréstimos denominados em yuan somaram 510,7 bilhões de yuan em março. Um mês antes, o montante correspondeu a 700,1 bilhões de yuan, mostrou o Banco Popular da China nesta jornada.

Com isso, no primeiro trimestre deste ano, os novos empréstimos denominados em yuan somaram 2,6 trilhões de yuan, ou 1,98 trilhão de yuan a menos do que em período equivalente do calendário passado.

Na quinta-feira, os agentes vão saber o quanto cresceu a economia chinesa no primeiro trimestre deste ano.
Os investidores avaliaram ainda o acerto dos ministros das Finanças dos países da zona do euro para socorrer a Grécia, que receberá empréstimos no valor de 30 bilhões de euros. Já o Fundo Monetário Internacional (FMI) vai aportar entre 10 bilhões de euros e 15 bilhões de euros.

O mercado reagiu ainda aos dados divulgados na sexta-feira sobre estoques no atacado dos Estados Unidos, que aumentaram 0,6% em fevereiro, mas declinaram 7,4% em relação a um ano antes.

O Shanghai Composite, de Xangai, teve uma perda de 0,51%, aos 3.129 pontos. Em Hong Kong, o Hang Seng caiu 0,32%, aos 22.138 pontos. O Kospi, de Seul, apresentou queda de 0,82%, para 1.710 pontos. Na contramão, em Tóquio, o índice Nikkei 225 teve alta de 0,42%, para 11.251 pontos.

Entre os destaques de alta apareceu a Dentsu, que avançou 4,2% em Tóquio, depois de ampliar sua previsão de lucro para o ano fiscal.

No mercado chinês, ações do setor financeiro e do imobiliário foram as mais vulneráveis ante o temor de aperto monetário, de forma que a construtora China Vanke perdeu 2%, enquanto a Poly Real Estate caiu 4,3%.
Entre os bancos, Shanghai Pudong Development Bank teve retração de 2,2% e China Citic Bank perdeu 2,1%.
Em sentido inverso, China Southern Airlines avançou 9,2%, Air China registrou alta de 5,5% e a China Eastern Airlines avançou 4,9%.

(Karin Sato | Valor, com agências internacionais)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host