UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

15/04/2010 - 08h47

Dados econômicos da China e dos EUA impulsionam bolsas da Ásia

SÃO PAULO - A maioria das bolsas asiáticas teve uma jornada positiva nesta quinta-feira, com influência de dados sobre as economias chinesa e americana. A exceção foi o Shanghai Composite, de Xangai, que ficou próximo da estabilidade, com ligeira perda de 0,04%, aos 3.164 pontos.

Já em Hong Kong, o Hang Seng encerrou a sessão com valorização de 0,16%, aos 22.157 pontos. O Kospi, de Seul, avançou 0,49%, para 1.743 pontos. Em Tóquio, o índice Nikkei 225 teve alta de 0,61%, alcançando 11.273 pontos.

Os agentes consideraram o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) da China, que cresceu 11,9% nos três primeiros meses deste ano, em relação ao mesmo período de 2009, somando 8,06 trilhões de yuan (US$ 1,19 trilhão). O resultado superou a previsão de alguns economistas, que esperavam alta de 11,5% a 11,7%.

Também da China veio a notícia que o índice de preços ao consumidor cresceu 2,4% em março, perante um ano antes, e teve acréscimo de 2,2% no primeiro trimestre de 2010.

Influenciaram esta jornada ainda o avanço de 1,6% nas vendas no varejo dos Estados Unidos entre fevereiro e março e a observação de que a recuperação econômica está se disseminando por grande parte dos EUA, conforme o Livro Bege, do Federal Reserve (Fed).

Um dos destaques de alta desta sessão foi a Kawasaki Heavy (3,5%).

O balanço do JP Morgan Chase, conhecido ontem, favoreceu as instituições financeiras nesta jornada. O segundo maior banco dos Estados Unidos em ativos anunciou um crescimento de 55% no lucro do primeiro trimestre. Desta forma, na Coreia do Sul, avançaram os papéis do KB Financial, Hana Financial Group e Woori Finance Holdings. Já no Japão, tiveram alta Sumitomo Mitsui Financial e Mitsubishi UFJ Financial.

(Karin Sato | Valor, com agências internacionais)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host