UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

15/04/2010 - 19h58

Petrobras estima consumo de 4 milhões de toneladas de aço até 2015

SÃO PAULO - A Petrobras prevê consumir 4,02 milhões de toneladas de aço até 2015, sem considerar a demanda gerada pela exploração de petróleo em novas áreas do pré-sal, informou hoje o presidente da estatal, José Sergio Gabrielli, durante palestra a empresários e executivos do setor siderúrgico.

O próprio executivo considera, no entanto, que o volume não é tão expressivo. A média anual de 670 mil toneladas corresponde a menos de 3% do consumo de aço estimado para o Brasil neste ano, de 23,1 milhões de toneladas, segundo projeção do Instituto Aço Brasil (IABr).

A maioria parte dos produtos siderúrgicos que serão consumidos pela estatal de 2010 a 2015 corresponde a aços planos. Só em aço estrutural para sondas e plataformas está previsto o volume de 1,24 milhão de toneladas. A Petrobras ainda prevê 656,85 mil toneladas em aço para cascos de navios e 323,94 mil toneladas em aço naval para barcos de apoio.

Já uma parcela de 1,3 milhão de toneladas será consumida em tubulações, enquanto 495,36 mil toneladas envolvem aço para equipamentos.

Durante apresentação no Congresso Brasileiro do Aço, promovido pelo IABr, Gabrielli disse ainda que os recursos de US$ 174,4 bilhões previstos pela estatal para o período de 2009 a 2013 correspondem ao maior programa de investimentos de uma empresa no mundo.

Para fazer frente a esse plano, a empresa pretende usar a geração de caixa e a aguardada capitalização via emissão de ações no mercado de capitais, que deve ocorrer até o fim do semestre, como prevê a própria empresa.

(Eduardo Laguna | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host