UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

15/04/2010 - 08h15

Preços no atacado sobem menos e IGP-10 abranda para 0,63% em abril

SÃO PAULO - O Índice Geral de Preços - 10 (IGP-10) saiu de um acréscimo de 1,10% em março para um avanço de 0,63% um mês depois. A suavização na trajetória se deve a um moderação no ritmo de alta dos preços no atacado.

Levantamento da Fundação Getulio Vargas (FGV) mostrou que o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) teve ampliação de 0,51%, em abril, seguindo uma expansão de 1,34% no terceiro mês de 2010."Contribuiu para esta desaceleração o subgrupo alimentos processados, que teve sua taxa reduzida de 1,18% para 0,27%", explicou o organismo.

Dentro do IPA, os produtos agropecuários subiram 1,12% e os produtos industriais, 0,32%. Em março, essas taxas corresponderam a 2,79% e 0,89%, respectivamente.

Entre os três estágios do indicador, as Matérias-Primas Brutas tiveram queda em abril, de 0,41%. Os Bens Finais avançaram 1,01% no período e os Bens Intermediários, 0,62%.

Outro componente do IGP-10, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) teve leve variação entre março e abril, indo de 0,78% para 0,80%. Alimentação subiu mais (1,68% para 2,58%), reflexo do encarecimento de hortaliças e legumes, laticínios e carnes bovinas, e Vestuário inverteu de direção, deixando um declínio de 0,48% para um incremento de 0,08% agora.

A pesquisa da FGV mostrou ainda que o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) abandonou elevação de 0,33% no mês passado e marcou neste levantamento 1,01%. O indicador referente a materiais, equipamentos e serviços foram de 0,41% para 0,66% de um estudo para outro e o de mão de obra, de 0,25% para 1,39%.

No acumulado do ano, o IGP-10 aumentou 3,04%. Nos 12 meses terminados em abril, registrou ampliação de 2,67%. Vale recordar que o IPA tem peso de 60% no índice geral, o IPC, de 30% e o INCC, de 10%.

(Juliana Cardoso | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host