UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

22/04/2010 - 16h08

Ibovespa reduz queda e retoma os 69 mil pontos

SÃO PAULO - A inversão da trajetória das bolsas americanas traz novo alívio para o mercado acionário brasileiro na jornada desta quinta-feira.
A cerca de uma hora do encerramento do pregão, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) permanece no campo negativo, pressionada pelas blue chips, mas reduziu ainda mais as perdas, voltando à linha dos 69 mil pontos.

Há pouco, o Ibovespa, que atingiu mínima de 68.080 pontos, recuava 0,45%, aos 69.009 pontos, com giro financeiro de R$ 5,197 bilhões.

No mesmo horário, os papéis PNA da Vale, que movimentavam R$ 698,5 milhões, cediam 0,58%, a R$ 49,12. Já as ações Petrobras PN perdiam 1,22%, a R$ 33,88, com giro de R$ 540,2 milhões.

A estatal informou hoje que sua produção de petróleo e gás natural, no Brasil e no exterior, atingiu média de 2,556 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed) no mês de março, o que representa um aumento de 0,7% em relação ao mesmo mês de 2009, e ligeiramente abaixo dos 2,560 milhões de barris registrados em fevereiro.

A produção de petróleo em território nacional alcançou média de 1,993 milhão de barris por dia, praticamente igual aos 1,992 milhão de barris por dia extraídos em março de 2009, e 0,3% superior aos 1,987 milhão de barris de fevereiro.
Nos Estados Unidos, o índice Dow Jones caía 0,19%, enquanto o S & P 500, que chegou a operar em alta, perdia apenas 0,039% e o Nasdaq tinha ganhos de 0,27%.

O humor dos investidores teve uma melhora após discurso feito pelo presidente americano Barack Obama, que voltou a defender a reforma do sistema financeiro.

(Beatriz Cutait | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host