UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

27/04/2010 - 17h46

Dólar reflete aversão ao risco e sobe a R$ 1,765

SÃO PAULO - A formação da taxa de câmbio não escapou da piora de humor generalizada desta terça-feira, que levou os agentes a vender ativos de risco e buscar proteção no dólar.

Por aqui, o dólar comercial subiu 1,14%, maior alta diária em três semanas, para fechar negociado a R$ 1,763 na compra e R$ 1,765 na venda. Na máxima a moeda foi a R$ 1,773.

Na roda de"pronto"da Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM & F), o dólar ganhou 1,32%, para fechar a R$ 1,767. O volume caiu 8%, para US$ 150,5 milhões. Já no interbancário, o giro estimado subiu de US$ 1,9 bilhão para US$ 2,2 bilhões.

O gatilho para o aumento na aversão ao risco foram duas ações de rating da Standard & Poor´s. Primeiro, a nota de crédito soberano de Portugal foi rebaixada de"A+"para"A-". E pouco depois veio um novo rebaixamento da classificação da Grécia, agora para o status de"junk bond". A nota caiu em dois degraus, para"BB+", o que aumenta a preocupação com possibilidade de insolvência do país.

Segundo o trader de câmbio da Brascan Gestão de Ativos, Marco Antonio Azevedo, essa piora de nota acaba não surpreendendo tanto, mas não deixa de ser mais um entrave ao plano de recuperação do país. Agora, diz o especialista, é acompanhar o noticiário para ver se essa incerteza irá se prolongar ainda mais tempo.

Por aqui, essa piora de cenário traz preocupação em função de uma posição vendida (aposta pró-real) no mercado futuro de dólar.

Segundo Azevedo, se o preço continuar subindo, os agentes que carregam posição vendida podem ser obrigados a reverter essas posições, o que resultaria e forte puxada de alta no preço do dólar.

Desde o começo do mês os estrangeiros ampliam sua exposição ao real, vendendo dólares. Considerando o dólar contratos futuros e cupom cambial, a posição vendida atingiu US$ 5,03 bilhões no pregão de ontem, maior soma desde 1º de agosto de 2008, quando o montante era de US$ 5,56 bilhões.

No pregão desta terça-feira, parte dessa posição já deve ter sido reduzida, mas isso só poderá ser comprovado amanhã.

(Eduardo Campos | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host