UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

27/04/2010 - 18h57

EPE cadastra 14.529 MW para leilão de reserva de fontes renováveis

RIO - A Empresa de Pesquisa Energética (EPE) cadastrou 478 interessados em participar do leilão de energia de reserva, no primeiro semestre deste ano e que terá foco apenas na viabilização de fontes renováveis. As usinas inscritas somam 14.529 megawatts de potência instalada, com projetos de geração de energia a partir de centrais eólicas, termelétricas à biomassa e pequenas centrais hidrelétricas (PCHs). Os projetos eólicos foram maioria no cadastro de geração prevista, com 399 empreendimentos e potência total de 10.569 MW. O Estado com maior potência prevista é o Rio Grande do Norte, com 133 projetos e 3.869 MW, seguido pelo Ceará, com 106 unidades e 2.348 MW e pelo Rio Grande do Sul, com 87 usinas e 2.249 MW.

Entre as usinas a biomassa, foram 61 inscrições e 3.706 MW. São Paulo, principal polo produtor de cana-de-açúcar do país, apresentou 32 projetos, com capacidade instalada total de 1.873 MW. A seguir vieram Mato Grosso do Sul, com sete unidades e 596 MW e Goiás, com seis usinas e 537 MW.

A EPE cadastrou ainda 18 PCHs, com 255 MW totais. Santa Catarina ficou com oito projetos e 94 MW, enquanto Minas Gerais apresentou três projetos e 27MW.

"É importante observar que tanto a fonte eólica quanto a biomassa da cana-de-açúcar são complementares à geração hidrelétrica", afirmou, em nota, o presidente da EPE, Maurício Tolmasquim.

O leilão contará com três produtos para negociação de térmicas à biomassa, sendo um para entrega a partir de 2011, outro para início em 2012 e outro para 2013. Os produtos de negociação de centrais eólicas e PCHs terão o início de fornecimento em 2013. Agora, a EPE analisará o projeto e a documentação entregue pelos empreendedores e concederá a habilitação técnica aos empreendimentos que atendam aos critérios estabelecidos.

(Rafael Rosas | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host