UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

27/04/2010 - 11h20

Ibovespa cai e está mais perto de 68 mil pontos; dólar vai a R$ 1,755

SÃO PAULO - De olho no pronunciamento de executivos do Goldman Sachs no Congresso americano e no indicador de preços de imóveis nos EUA, os investidores adotam cautela no início dos negócios desta terça-feira, dia marcado pela queda das bolsas e das commodities e pela maior procura pelo dólar.

No Brasil, o Ibovespa estava mais perto de 68 mil pontos. Por volta das 11h15, o principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) recuava 1%, aos 68.180 pontos, com giro financeiro de R$ 1,357 bilhão. Já o índice futuro perdia 0,87%, aos 68.840 pontos.

O mercado brasileiro acompanhava o front externo. Em Wall Street, o índice Dow Jones recuava, há pouco, 0,09%, enquanto o Nasdaq caía 0,22% e o S & P 500 cedia 0,33%.

O executivo-chefe do Goldman Sachs e outros executivos do banco comparecem hoje no Congresso americano, 10 dias depois de o governo acusar a instituição de fraude. Em discurso preparado, Lloyd Blankfein disse que o Goldman não apostou contra seus clientes e que não pode sobreviver sem a confiança deles.

Também dará seu testemunho Fabrice Tourre, um executivo do Goldman que, segundo as autoridades reguladoras federais, elaborou um investimento designado a perder valor.

Na agenda de indicadores macroeconômicos, a pesquisa Case - Shiller / Standard & Poor´s (S & P) mostrou que os preços dos imóveis nas 20 principais cidades dos Estados Unidos subiram 0,6% em fevereiro, na comparação anual. Em relação a janeiro, houve queda de 0,4%.

Por fim, o presidente do Federal Reserve (Fed), banco central americano, também concentra as atenções, ao discursar nesta manhã. Amanhã, a instituição anuncia sua decisão de política monetária.

No mercado corporativo nacional, as blue chips influenciavam na queda do Ibovespa. Há instantes, as ações Petrobras PN cediam 1,53%, a R$ 32,80, enquanto os papéis Vale PNA tinham queda de 1,42%, a R$ 48,30.

Entre as maiores altas do índice, destaque para o setor elétrico. Há pouco, as ações Eletrobrás PNB subiam 2,67%, para R$ 31,48, enquanto os papéis ON da empresa avançavam 1,50%, a R$ 25,63. Já as ações Light ON tinham ganhos de 1,31%, a R$ 23,93.

Do outro lado, pressionavam o Ibovespa as ações da Gerdau. Minutos atrás, os papéis PN da companhia registravam declínio de 1,94%, a R$ 29,72, enquanto as ações Gerdau Metalúrgica PN caíam 1,92%, a R$ 35,68.

No mercado de câmbio, a maior aversão a risco levava ao aumento do preço do dólar. Há pouco, a moeda americana subia 0,57%, cotada a R$ 1,755, enquanto o dólar futuro avançava 0,40%, a R$ 1,7555.

(Beatriz Cutait | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host