UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

27/04/2010 - 10h27

OGX dá sequência a plano de exploração no Maranhão

SÃO PAULO - A Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) aprovou a transferência da participação de 70% da OGX (OGXP3) em sete blocos exploratórios terrestres na bacia do Parnaíba, interior do estado do Maranhão. Os direitos e obrigações dos blocos passaram para a OGX Maranhão Petróleo e Gás Ltda, uma sociedade de propósito específico na qual a OGX S.A. detém 66,7% e a MPX Energia, 33,3% do capital social.

A OGX também informou que já foi contratada uma sonda terrestre, que será responsável pela perfuração na região, prevista para ser iniciada em maio.

A transferência da participação foi anunciada em setembro do ano passado, quando OGX e MPX, empresas controladas por Eike Batista, firmaram um memorando de entendimentos que já previa tal negócio. Faltava apenas a aprovação do órgão regulador.

Vale lembrar que esse mesmo memorando formalizou a intenção de celebrar um acordo de fornecimento de gás natural pela OGX Maranhão para usinas termelétricas a ser desenvolvidas pela MPX em associação com a Petra Energia, o que poderá garantir uma demanda para até a totalidade da produção. A Petra Energia, parceira da MPX, é quem detém os 30% restantes de participação nos blocos da bacia do Parnaíba.

A Bacia do Parnaíba é considerada nova fronteira de exploração e se estendem por 21.471 km quadrados. Segundo comunicado da OGX, o local apresenta relevante potencial para produção de gás, algo confirmado através de um poço perfurado em 1987 onde foram constatados indícios de hidrocarboneto.

(Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host