UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

28/04/2010 - 19h44

Arruda e 40 pessoas terão que prestar depoimento por escrito em CPI

SÃO PAULO - O ex-governador José Roberto Arruda (sem partido) terá que prestar depoimento por escrito à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Corrupção na Câmara Legislativa do Distrito Federal. Junto com o de Arruda, serão colhidos outros 40 depoimentos por escrito. O ex-governador é acusado de ser o mentor de em esquema de corrupção que envolvia o suposto pagamento de propina para parlamentares do DF. A comissão terá dez dias úteis para elaborar e encaminhar as questões aos depoentes, que terão outros dez dias para responder as perguntas. O relator da CPI, deputado Paulo Tadeu (PT), salientou que, em caso de necessidade, as pessoas também poderão ser convocadas a depor pessoalmente.

Tadeu disse ainda que a comissão, que tem cinco integrantes, pretende ouvir todos os envolvidos no inquérito que deu origem à operação Caixa de Pandora, da Polícia Federal, deflagrada no ano passado, e que apontou Arruda como chefe do esquema de corrupção.

(Fernando Taquari | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host