UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

28/04/2010 - 16h38

Vendas dos supermercados crescem 8,61% no trimestre, aponta Abras

SÃO PAULO - As vendas reais do setor supermercadista avançaram 10,42% em março na comparação com o mesmo período do ano passado, conforme pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras). Em relação a fevereiro, o aumento foi de 10,16%. No acumulado do primeiro trimestre, houve uma expansão de 8,61% em relação aos três primeiros meses de 2009. Em valores nominais, as vendas do setor registraram um crescimento de 16,12% no mês passado em relação a março de 2009, e aumento de 10,74% no comparativo com fevereiro deste ano. No trimestre, a alta chegou a 13,90%.

O presidente da Abras, Sussumu Honda, destacou que a Páscoa contribuiu para a expansão das vendas."Mantemos a tendência de forte aumento nas vendas do setor supermercadista, principalmente por conta da retomada do crescimento na economia brasileira em geral", observou em nota. O faturamento do setor supermercadista alcançou, em 2009, R$ 177 bilhões. De acordo com a pesquisa, do resultado total das empresas, 82% vieram de supermercados, 14% da venda no atacado, 3% da comercialização de combustíveis e 1% do canal farmácias. Já o lucro líquido médio, em 2009, ficou em 2,23% sobre o faturamento, o maior da série histórica que começou em 1999. A Abras ainda projeta que os investimentos neste ano serão de R$ 2,071 bilhões, acima do estimado para 2009, que foi de R$ 1,154 bilhão. A entidade também divulgou as oscilações de preços nos supermercados em todo país em março. O índice apresentou aumento de 2,32% em relação a fevereiro. Sobre o mesmo mês de 2009, houve uma alta de 6,49%, passando de R$ 257,75 para R$ 274,48. Os produtos com as maiores altas foram o tomate (40,96%), a batata (13,48%) e o leite longa vida (10,51%). Na outra ponta, aparecem papel higiênico (- 5,98%), carne traseiro (- 2,32%) e a farinha de trigo (- 1,19%). O Nordeste foi a região que teve a maior variação no preço de sua cesta. Esse valor cresceu 3,62% em relação ao mês anterior. No Centro-Oeste, o aumento na cesta local ficou em 3,18%, no Sudeste avançou 2,83%, enquanto que no Sul e no Norte a elevação foi de 2,60% e 0,15%, respectivamente.

(Fernando Taquari | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host