UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

05/05/2010 - 10h32

Dólar avança 1,6% e está a R$ 1,789

SÃO PAULO - O pessimismo externo não dá trégua e o dólar comercial marca um novo pregão de acentuada valorização. A fonte de preocupação segue na Europa e a atenção recai em Portugal, depois que a agência Moody´s colocou a nota de crédito sob revisão para possível rebaixamento.

Por volta das 10h30, o dólar comercial tinha valorização de 1,59%, a R$ 1,787 na compra e R$ 1,789 na venda.

No mercado futuro, o dólar com vencimento para junho, negociado na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM & F), avançava 1,23%, a R$ 1,797.

Tais notícias continuam alimentando a onda de aversão ao risco que já varreu os mercados globais na terça-feira. Os agentes seguem fugindo de ativos de risco e correndo para o dólar e para a dívida americana em busca de proteção.

No mercado local, a suspeita de terça-feira se confirmou hoje: os investidores estrangeiros, que durante o mês passado chegaram a ter mais de US$ 5 bilhões em posição vendida, ou apostas pró-real, já viram a mão e estão comprados, ou seja, estão posicionados para ganhar com a apreciação do dólar.

De acordo com os dados da BM & F, os não residentes encerraram o pregão de ontem com 8.760 (US$ 438 milhões) contratos comprados, vindo de 27.865 (US$ 1,4 bilhão) contratos vendidos no fechamento da segunda-feira.

Em contrapartida, os bancos locais ampliaram sua posição vendida de 25.767 (US$ 1,28 bilhão) contratos para 48.312 (US$ 2,4 bilhões).

De volta à Europa, a fuga de recursos da região continua acontecendo, o que leva o euro ser negociado na linha de US$ 1,29, menor preço em mais de um ano.

(Eduardo Campos | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host