UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

05/05/2010 - 17h31

Permanência de Tuma Júnior no cargo depende de ministro, diz Lula

BRASÍLIA - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje que a permanência do Secretário Nacional de Justiça, Romeu Tuma Júnior, no cargo, depende de decisão do ministro da Justiça, Luiz Paulo Barreto.

Lula ressaltou que é preciso investigar de forma democrática as denúncias contra o secretário para que não sejam tomadas decisões precipitadas.

O jornal O Estado de S. Paulo publicou na edição de hoje denúncias de que Tuma Júnior teria ligações com o chefe da máfia chinesa em São Paulo, Li Kwok Kewn. Gravações telefônicas e mensagens eletrônicas interceptadas pela Polícia Federal indicariam a ligação entre o secretário e Kwen.

"É um homem (Tuma Júnior) que tem uma folha de serviço prestada a esse país. Se tem alguma denúncia contra ele, a única coisa que temos que fazer, antes de precipitarmos decisões, é investigar da forma mais democrática possível, dando a ele a oportunidade de defender-se", afirmou Lula após participar de cerimônia no Palácio Itamaraty.

Lula disse que ainda não conversou com o ministro da Justiça sobre o assunto, já que chegou de uma viagem ao Uruguai hoje, por volta das 3 horas da manhã.

(Agência Brasil)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host