UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

06/05/2010 - 19h35

Bovespa mostra queda de volume e negócios em abril

SÃO PAULO - A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) registrou volume financeiro de R$ 138,74 bilhões em abril, um recuo de 6,7% frente aos R$ 148,81 bilhões movimentados em março. A média diária foi de R$ 6,93 bilhões, contra R$ 6,47 bilhões no mês anterior. Foram realizados 8.098.072 negócios, abaixo das 9.038.122 transações de março.

Depois do recorde de negócios registrado no mês passado pelo home broker - sistema de negociação de ativos pela internet para pessoa física -, desta vez o segmento apresentou queda de 20,3%, saindo de 6.269.139 operações em março para 4.996.435 transações em abril. O volume financeiro caiu 23,1%, para R$ 46,81 bilhões. A participação do home broker no total de negócios da Bovespa foi de 30,90%, ante 34,70% em março.

Os investidores institucionais lideraram a movimentação financeira, com participação de 34,60%, ante 31,39% no mês anterior. Em seguida aparecem os investidores estrangeiros, que obtiveram participação de 28,26%, ante 25,81% de março. As pessoas físicas caíram de 30,67% para 25,41%. As instituições financeiras ficaram com 9,35% em abril, contra 9,81% no mês anterior; as empresas, com 2,30%, ante 2,26%; e o grupo Outros com 0,09%, ante 0,06%.

As ações mais negociadas na bolsa foram: Vale PNA (R$ 17,76 bilhões), Petrobras PN (R$ 14 bilhões), OGX Petróleo ON (R$ 6,28 bilhões), Vale ON (R$ 3,57 bilhões) e Itaú Unibanco PN (R$ 3,51 bilhões). O Ibovespa, principal índice da bolsa, encerrou abril aos 67.529 pontos, com queda de 4,03% em relação ao mês anterior.

O valor de mercado das 377 empresas com ações negociadas caiu para R$ 2,27 trilhões no fim de abril, contra R$ 2,35 trilhões no fim de março, quando havia 375 companhias listadas.
As 161 empresas integrantes dos níveis diferenciados de governança corporativa da representavam 67,31% do valor de mercado, 74,61% do volume financeiro e 77,96% da quantidade de negócios realizados no mercado à vista ao final de abril. Em março, eram 159 empresas, que representavam 66,88% do valor de mercado, 71,70% do volume financeiro e 75,17% da quantidade de negócios.
As ofertas públicas totalizaram R$ 10,296 bilhões, sendo que o investidor estrangeiro respondeu por 69% do volume captado.
Na BM & F foram negociados 61.070.641 contratos, com volume financeiro de R$ 4,41 trilhões em abril, ante 71.691.088 contratos e giro de R$ 4,75 trilhões em março. A média diária de contratos negociados, em abril, foi de 3.053.532, em comparação a 3.117.004 em março. O número dos contratos em aberto, no total do mercado, ao final do último pregão de abril, foi de 36.074.650 posições, contra 34.452.500 em março.

(Téo Takar | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host