UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

06/05/2010 - 12h20

Dólar tem valorização de 1,3% e bate R$ 1,821

SÃO PAULO - O dólar comercial voltou a fazer novas máximas para o dia acima de R$ 1,82, preço não registrado desde o fim de março. As ordens de compra no mercado local aumentam conforme cresce a preocupação com uma contaminação da crise grega para o restante da Europa.

Por volta das 12h20, o dólar comercial registrava apreciação de 1,27%, saindo a R$ 1,819 na compra e R$ 1,821 na venda. No mercado futuro, o dólar com vencimento para junho, negociado na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM & F), avançava 1,41%, a R$ 1,829.

Em relatório, a agência de classificação de risco Moody´s alerta sobre o potencial de contágio de riscos soberanos dos sistemas bancários de Portugal, Espanha, Itália e também Reino Unido.

A fuga de recursos da Europa continua firme, o euro faz novas mínimas em 14 meses ao ser negociado abaixo de US$ 1,27. Enquanto correm da moeda comum europeia, os agentes vão em busca de proteção nos títulos americanos. Sinal disso é a queda na taxa de retorno do treasuries, o que indica elevada demanda.

Voltando ao mercado local, os dados da BM & F confirmaram a percepção de o estrangeiro amplia sua posição comprada (aposta pró-dólar). No pregão de ontem, foram mais de 30 mil contratos, o equivalente a US$ 1,5 bilhão. Com isso, o estoque subiu a US$ 1,94 bilhão. Cabe lembrar que, no fim do mês passado, a posição era vendida em mais de US$ 5 bilhões.

Ao mesmo tempo, os bancos locais ampliam sua posição vendida (aposta pró-real). O estoque subiu em US$ 1 bilhão no pregão de ontem, para US$ 3,56 bilhões.

(Eduardo Campos | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host