UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

12/05/2010 - 15h34

Bolsas europeias sobem após alta do PIB e novo premiê britânico

SÃO PAULO - Os mercados europeus fecharam em alta nesta quarta-feira, com dados positivos sobre a economia da região, a mudança no comando do governo britânico e ainda a iniciativa da Espanha de apertar o cinto para conter o endividamento.

O índice FTSE 100, da bolsa de Londres, avançou 0,92%, para 5.383 pontos, no primeiro dia do governo de David Cameron. Ele assumiu o posto de primeiro-ministro britânico no lugar de Gordon Brown, que renunciou.

O líder do partido Conservador conseguiu assumir o comando do governo após firmar acordo com o partido Liberal Democrata para formar um governo de coalizão, já que os conservadores não alcançaram a maioria do parlamento na eleição realizada semana passada.

Em Frankfurt, o DAX subiu 2,41%, para 6.183 pontos, e o CAC-40, de Paris, ganhou 1,10%, para 3.734 pontos.
Os investidores receberam os dados do Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro, que cresceu 0,2% no primeiro trimestre em relação ao quarto trimestre.

Na União Europeia, as economias da região também tiveram crescimento de 0,2% no período. No quarto trimestre de 2009, a zona do euro registrou estabilidade e a União Europeia apresentou expansão de 0,1%.

Alguns países surpreenderam, caso de Portugal, que mostrou crescimento de 1% no PIB. O PSI 20, da bolsa portuguesa, avançou 2,88%, para 7.381 pontos. Já a economia grega recuou 0,8% na comparação com o quarto trimestre.

Também agradou ao mercado a iniciativa da Espanha de apertar o cinto para reduzir o déficit nas contas públicas. O salário no setor público será reduzido em 5% este ano e congelado em 2011. Também haverá diminuição dos gastos com aposentadorias e investimento público.

Em discurso ao Congresso, o presidente do governo, José Luis Rodríguez Zapatero, não descartou novas ações fiscais. "Devemos fazer um esforço extraordinário", declarou. O Ibex 35, da bolsa de Madri, subiu 0,81%, para 10.090 pontos.
Entre os destaques corporativos, os papéis da Maersk ganharam 9%, após a companhia de transporte marítimo apresentar lucro de 3,44 bilhões de coroas (US$ 584 milhões) no primeiro trimestre, 61% maior que em igual período do ano passado.

O banco ING registrou alta de 4,2% nas ações após trazer lucro de 1,33 bilhão de euros, superando a previsão dos analistas, de 980 milhões de euros.

(Téo Takar | Valor com agências internacionais)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host