UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

12/05/2010 - 10h27

Governo espanhol corta salário do funcionalismo e investimentos

SÃO PAULO - O governo espanhol anunciou uma série de medidas para reduzir o déficit nas contas públicas. O salário no setor público será reduzido em 5% este ano e congelado em 2011. Também haverá diminuição dos gastos com aposentadorias e investimento público.

Em discurso ao Congresso, o presidente do governo, José Luis Rodríguez Zapatero, não descartou novas ações fiscais. "Devemos fazer um esforço extraordinário", declarou.

Ele reconheceu que os problemas da economia espanhola "se chamam 11,2% de déficit e 20% de desemprego" e pediu que todo o país se some ao sacrifício que tem de ser feito.

O líder da oposição, Mariano Raroy, atacou duramente Zapatero e o acusou de transformar a Espanha em "um protetorado". Também disse que o presidente espanhol colocou o país sob as exigências da União Europeia e do presidente americano Barack Obama, que pediu para a Espanha adotar medidas mais severas contra o déficit público.

(Juliana Cardoso | Valor, com agências internacionais)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host