UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

12/05/2010 - 11h43

Mantega confirma fuga de US$ 2 bilhões com a crise europeia

BRASÍLIA - A crise da semana passada gerou uma saída de capital de US$ 2 bilhões, informou o ministro da Fazenda, Guido Mantega. "A crise deixou os europeus de cabelo em pé"", comentou, complementando que o colchão de US$ 250 bilhões em reservas internacionais dá tranquilidade ao país para lidar contra as oscilações, como a instabilidade gerada na União Europeia (UE) com a situação grega.

"Nós já nos acostumamos a não dar bola para crise", afirmou Mantega em evento da Central Única dos Trabalhadores (CUT). A fala do ministro ocorreu pouco antes da direção da Central expulsar os jornalistas da sala, para que não fosse ouvida análise sobre a corrida eleitoral deste ano feita pelo ex-ministro José Dirceu.

O ministro da Fazenda confirmou notícias que circularam no fim de semana, de que as instabilidades dos mercados na semana passada geraram fuga de capital de aplicações externas no Brasil.

A crise foi gerada pela situação fiscal da Grécia, que obrigou a UE a provar um pacote financeiro de emergência para o bloco e levou o Fundo Monetário Internacional (FMI) a aprovar acordo para salvar os gregos.

"Estamos vacinados contra crises, graças à solidez das contas públicas e das contas externas", disse Mantega a representantes petistas, sobre a saída de capital especulativo de curto prazo. Ele enfatizou a importância das reservas internacionais como anteparo contra oscilações dos mercados, como a da semana passada.

Mantega disse que a economia está aquecida, que o país cresce "sem gargalos e sem bolhas", sem deixar envididamento para administrações futuras, "como ocorria no passado".

(Azelma Rodrigues | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host