UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

12/05/2010 - 16h41

Shell quer começar a perfurar no pré-sal de Santos ainda este ano

RIO - A Shell espera iniciar no fim deste ano a perfuração no bloco BM-S-54, no pré-sal da Bacia de Santos. A data exata para o início dos trabalhos na região depende ainda do afretamento de uma sonda que seja capaz de atingir as profundidades do pré-sal em Santos.

O vice-presidente de Exploração e Produção da Shell no Brasil, Marco Brummelhuis, afirmou que não pode deslocar a sonda que realiza o trabalho de perfuração do pré-sal no bloco BC-10, na Bacia de Campos, porque, por questões técnicas, o equipamento não consegue chegar aos reservatórios sob o sal no BM-S-54.

O executivo afirmou que a Shell não foi procurada pela Petrobras para uma possível operação de compra de participação no BM-S-54, onde a empresa anglo-holandesa tem 100% da concessão. O bloco fica próximo de diversos outros operados pela companhia brasileira.

"Está bastante pertinho de outros poços aparentemente favoráveis. Esperamos perfurar ainda este ano", afirmou Brummelhuis, que participou de palestra na Câmara Britânica (Britcham), no Rio de Janeiro.

Em relação ao BC-10, depois de encontrar indícios de óleo no campo de Nautilus, a Shell espera atingir o pré-sal na região dentro de até cinco semanas. As perfurações no local começaram há duas semanas, mas Brummelhuis não sabe com que velocidade o trabalho continuará até que a camada de sal seja superada.

Atualmente, a companhia produz cerca de 80 mil barris por dia no BC-10, nos campos de Argonauta BWest, Abalone e Ostra, todos no pós-sal.

A petroleira estima ainda que os campos de Atlanta e Oliva contenham até 2 bilhões de óleo "in place", sem ainda a estimativa do volume recuperável. Apesar de o óleo no local ser pesado, com cerca de 14º API, Brummelhuis se mostra otimista. "Acho que vale a pena, mas depende do preço do barril, da tecnologia e dos custos", ponderou.

O vice-presidente de E & P revelou ainda que em Bijupirá-Salema, na Bacia de Campos, a atual produção de 30 mil barris por dia pode continuar por mais algum tempo. A empresa espera perfurar mais dois poços produtores no local este ano ou no ano que vem.

(Rafael Rosas | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host