UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

12/05/2010 - 13h19

Telebrás não terá atuação independente, diz ministro

BRASÍLIA - O ministro das Comunicações, José Arthur Filardi, afirmou hoje que a Telebrás não terá uma atuação independente. Segundo ele, toda decisão será coordenada pela Casa Civil da Presidência da República.

"O decreto já prevê tudo isso", disse Filardi ao se referir ao regulamento que estabelecerá as diretrizes de atuação da Telebrás. Ele disse ainda que a publicação do decreto no Diário Oficial da União (DOU) deve sair ainda esta semana.

As declarações do ministro foram dadas após a reunião do Conselho de Administração da Telebrás que aprovou a indicação do secretário de Logística e Tecnologia da Informação, do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, Rogério Santanna, para a presidência da companhia. Embora já responda formalmente com presidente da companhia, a cerimônia de posse ainda será marcada pelo governo.

Filardi negou que o Ministério das Comunicações tenha perdido espaço nas decisões do governo para o setor. O anúncio do Plano de Banda Larga (PNBL) desconsiderou a proposta do órgão, que descartava a hipótese de reativação da Telebrás para operar as infraestruturas de suporte ao programa.

Ainda de acordo com Filardi, o ministério manterá a representação que tem dentro do Conselho de Administração da estatal.

(Rafael Bitencourt | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host