UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

24/05/2010 - 13h15

Facebook responde a críticas sobre privacidade e promete mudanças

SÃO PAULO - A rede social Facebook promete facilitar suas configurações de privacidade nas próximas semanas. Esta foi a promessa feita pelo executivo chefe da empresa, Mark Zuckerberg, nesta segunda-feira em um artigo assinado no jornal The Washington Post.
Em seu primeiro pronunciamento ao público, nas últimas semanas, após uma série de críticas sobre a exposição de dados dos usuários na rede social, o criador do Facebook admite que a rede "passou do ponto", mas não detalhou as novas configurações de privacidade.
"O Facebook tem crescido rapidamente. Ele se tornou uma comunidade de mais de 400 milhões de pessoas em poucos anos", escreve o executivo do Facebook. " É um desafio manter todas estas pessoas satisfeitas com o tempo, então mudamos rapidamente para atender a esta comunidade (...). Às vezes mudamos muito rápido - após ouvir algumas preocupações estamos respondendo", disse.

Zuckerberg comenta que o que mais tem ouvido recentemente dos usuários envolve a facilidade de controle das informações. "Muitos de vocês achou nossos controles muito complexos. Nossa intenção era fornecer uma série de controles granulares, mas pode não ter sido o que muitos queriam. Nós perdemos o ponto", afirma.

"Nas próximas semanas vamos adicionar controles de privacidade que são muito mais simples de usar. também vamos oferecer uma forma mais fácil de desabilitar serviços de terceiros", afirmou Zuckerberg.
Ao saber da preocupação de usuários sobre o destino de seus dados na rede social, Zuckerberg reafirmou em seu artigo alguns princípios da rede social: Facebook não compartilha informações pessoais que o usuário não deseja com pessoas e serviços, não fornece informações pessoais do usuário a anunciantes, não vende seus dados e será sempre um serviço gratuito.
(Daniela Braun | Valor Online)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host