UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

24/05/2010 - 17h50

Wall Street fecha em baixa, apesar de dados positivos nos EUA

SÃO PAULO - Apesar do indicador do mercado imobiliário positivo nos EUA, os principais índices de Wall Street fecharam esta sessão em território negativo. Mais uma vez, as negociações são marcadas pela cautela dos investidores com relação à crise na Europa.

Logo pela manhã, os investidores conheceram os dados sobre as revendas de casas nos Estados Unidos, que avançaram 7,6% em abril, para uma taxa anualizada ajustada sazonalmente de 5,77 milhões de unidades, ante a marca de 5,36 milhões de moradias em março.

Mesmo diante da melhora no setor imobiliário americano, os investidores se focaram na notícia de que o banco regional espanhol CajaSur sofreu a interferência do governo da Espanha, o que gerou ainda mais dúvidas sobre a saúde da economia do país.

Com isso, o setor financeiro ficou pressionado, e as ações do Bank of America recuaram mais de 3,5%, enquanto os papéis do JP Morgan perderam quase 4%. Também mereceu atenção dos agentes o plano do Reino Unido de eliminar 6,2 bilhões de libras dos gastos do governo a fim de enxugar o déficit orçamentário. As notícias influenciaram as cotações do euro, que recuou frente ao dólar, mais uma vez. No âmbito corporativo, o destaque do pregão vai para a IBM, que anunciou hoje a compra da empresa de software Sterling Commerce, divisão da AT & T, por US$ 1,4 bilhão em dinheiro. As ações da empresa, no entanto, recuaram quase 1% . O índice Dow Jones encerrou as operações com desvalorização de 1,24%, aos 10.067 pontos. O Nasdaq perdeu 0,70%, aos 2.214 pontos. O S & P-500 recuou 1,29%, aos 1.074 pontos. (Vanessa Dezem | Valor, com agências internacionais)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host