UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

25/05/2010 - 15h26

Brasil vai sediar encontro da Organização Mundial da Saúde

SÃO PAULO - Diante do prestígio do Brasil no exterior, o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, informou que o país vai sediar um encontro da Organização Mundial da Saúde (OMS) em outubro de 2011. A 1ª Conferência Mundial dos Determinantes da Saúde, de acordo com o ministro, acontecerá no Rio de Janeiro e terá como objetivo definir os rumos da saúde pública contemporânea.

"Nossa ideia é fazer desse encontro uma segunda Alma-Ata", destacou o ministro. A Declaração de Alma-Ata foi resultado da Conferência Internacional sobre Cuidados Primários de Saúde que aconteceu em 1978, em Alma-Ata, no Cazaquistão. Na ocasião, representantes de todo o mundo discutiram formas de promover a saúde mundial. Durante a 17ª Hospitalar, feira internacional do setor de saúde que acontece nesta semana em São Paulo, o ministro destacou que, em sua viagem a Genebra neste ano, se surpreendeu com a resistência dos europeus à vacinação.

"A imprensa europeia me perguntava como no Brasil conseguimos vacinar milhões de pessoas contra a gripe H1N1. Lá, ninguém quis tomar a vacina", comentou o ministro. Temporão argumentou que, ao longo de 35 anos, o Programa Nacional de Imunização (PNI) construiu uma cultura de prevenção junto à população brasileira. "A adesão da população brasileira ao Dia Nacional de Combate à Poliomelite, à gotinha e à vacinação de idosos é muito grande. Os brasileiros confiam na ciência e no avanço da medicina. O curioso é ver como o movimento anti-vacinação na Europa envolve várias religiões, que rejeitam a utilização de tecnologia na prevenção", afirmou.

Segundo Temporão, já foram vacinadas no Brasil mais de 65 milhões de pessoas contra a Influenza A (H1N1).

(Francine De Lorenzo | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host