UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

25/05/2010 - 09h39

Dólar sobe 2% e vale mais de R$ 1,90

SÃO PAULO A onda de pessimismo que começou na Ásia e já pegou a Europa também chega por aqui. Na lista de preocupações, a desconfiança com o sistema financeiro europeu lidera, mas os agentes também lidam com tensões na Coreia.

Como acontece em momentos como esse, a reação natural é de venda de ativos de risco e busca por proteção no dólar e nos títulos da dívida americana. A taxa de retorno do título da dívida americana de 10 anos caiu a 3,04%, a menor em mais de um ano. Quanto maior a demanda por títulos, menor a taxa de remuneração.

No câmbio local, com poucos minutos de pregão o dólar comercial já apresentava forte valorização e, às 9h35, subia 2,05%, a R$ 1,900 na compra e R$ 1,902 na venda.

No mercado futuro, o dólar com vencimento para junho, negociado na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM & F), avançava 1,54%, a R$ 1,9025.

No câmbio externo, o euro ajustava para baixo mais uma vez, mas respeitava a linha de US$ 1,22.

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) se prepara para um dia de forte desvalorização. O Ibovespa futuro declinava mais de 2,5%.

Os futuros em Wall Street também caem de forma acentuada e os investidores já aguardam o Dow Jones abaixo da barreira técnica e psicológica dos 10 mil pontos.

No mercado europeu, o Xetra-DAX, de Frankfurt, afundava 2,78%, o CAC, de Paris, perdia mais de 3%. E o FTSE-100, de Londres, recuava 2,54%.

Na Ásia, a bolsa coreana afundou junto com a moeda do país depois que saíram notícias dando conta que Kim Jong-il mandou as tropas norte-coreanas ficaram prontas para batalha. Em Tóquio, o Nikkei 225 se desvalorizou 3,06%. Xangai e Hong Kong perderam 1,90% e 3,47%.

(Eduardo Campos | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host