UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

25/05/2010 - 17h29

Dólar sobe, mas fecha longe do R$ 1,917 testado pela manhã

SÃO PAULO - O pânico foi apenas momentâneo no mercado de câmbio. Depois de marcar R$ 1,917 pela manhã, o que representava uma alta de 2,84%, o dólar comercial encerrou a jornada valendo R$ 1,868, ainda assim valorização de 0,21% sobre o registrado na segunda-feira.

Já no mercado de dólar futuro, onde os negócios ainda acontecem, a reversão foi completa. A moeda saiu de R$ 1,918, alta de 2,37%, para uma queda de 0,93%, ou R$ 1,856 antes do ajuste final de posições.

Já na roda de "pronto" da Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM & F), o dólar registrou valorização de 1,32%, para fechar a R$ 1,8907. O volume caiu de US$ 44,25 milhões para apenas US$ 1,25 milhão, um dos menores já registrados. Já no interbancário, o giro estimado ficou ao redor dos US$ 5 bilhões, o que é considerado elevado. Segundo o gerente da mesa de câmbio do Banco Prosper, Jorge Knauer, tal comportamento da taxa sugere que os investidores estrangeiros aproveitaram o momento em que o dólar valia mais de R$ 1,90 para zerar posições compradas em contratos futuros. Fora isso, diz o especialista, os exportadores também trouxeram moeda.

"Obviamente temos que esperar os dados da BM & F, que saem amanhã, para confirmar essa percepção. Mas creio que tivemos gringo vendendo", pondera o especialista.

No pregão de ontem, os não residentes já tinham vendido US$ 238 milhões em dólar futuro, mas o estoque ainda somava US$ 5,4 bilhões.

Também no pregão de segunda-feira, os bancos diminuíram marginalmente (US$ 286 milhões) a posição vendida (aposta pró-real), que ainda somava US$ 9,24 bilhões. Conforme o mês caminha para o fim, o mercado deve assistir a um ajuste maior dessas posições.

Ainda de acordo com Knauer, além dessa percepção de desmonte de posição, a menor pressão de compra no dólar acompanhou a melhora geral de humor nas bolsas e outros mercados.

Pela manhã, o Ibovespa chegou a cair mais de 3% e próximo ao fechamento reduziu a perda para próximo de 1,2%. O mesmo vale para Wall Street, onde o Dow Jones caiu 2,9%, mas caminha para fechar o dia com baixa de apenas 0,23%.

Os investidores começaram o dia com fontes de preocupação no setor financeiro europeu. A Espanha segue no foco, depois que quatro bancos pequenos mostraram intenção de unir para formar um dos maiores bancos do país. Basta lembrar que, no final de semana, o Banco de Espanha teve que resgatar o CajaSur, o que trouxe alguma insegurança sobre a saúde do setor financeiro no país.

(Eduardo Campos | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host