UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

25/05/2010 - 12h08

Estrangeiro acentua saída de recursos da Bovespa na 3ª semana de maio

SÃO PAULO - O investidor estrangeiro voltou a aumentar a saída de recursos da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) na terceira semana de maio. Entre os dias 17 e 21, quando o Ibovespa caiu quase 5%, o saldo de atuação do não residente no mercado brasileiro ficou negativo em R$ 812,7 milhões. Na primeira semana do mês, o resultado estava deficitário em R$ 1,145 bilhão e, na segunda, em R$ 118,7 milhões.

Apenas na última sexta-feira, as vendas do estrangeiro superaram suas compras em R$ 324,9 milhões. Apesar do resultado, naquele dia, o Ibovespa havia avançado 3,55%.

Na mesma trajetória do estrangeiro, o investidor pessoa física reduziu sua posição na Bovespa na última semana, quando seu saldo de atuação ficou negativo em R$ 127,2 milhões. Já o investidor institucional aumentou sua presença no mercado em R$ 400,7 milhões.

No acumulado do mês, até o dia 21, o saldo de negociação direta do estrangeiro estava negativo em R$ 2,076 bilhões, resultado de compras no valor de R$ 31,4 bilhões e de vendas de R$ 33,4 bilhões. O movimento explica uma parte da queda de 10,8% do Ibovespa no mês.

Já no caso dos investidores pessoa física e institucional, as compras excederam as vendas no acumulado do mês em R$ 766,1 milhões e em R$ 47,3 milhões.

O ranking de participação no mercado acionário brasileiro segue liderado pelos investidores institucionais, com 34,9%, seguidos pelos estrangeiros, com 28,63%, e pelas pessoas físicas, com 26,3%.

No ano, o resultado da atuação do investidor internacional na bolsa brasileira está negativo em R$ 3,358 bilhões.

(Beatriz Cutait | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host