UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

26/05/2010 - 14h38

Indicadores americanos e commodities seguram Bovespa no campo positivo

SÃO PAULO - Em alta desde o início das operações, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) mantém sua trajetória positiva na tarde desta quarta-feira e defende os 60 mil pontos, em um dia marcado pela recuperação dos mercados.

Por volta das 14h30, o Ibovespa subia 1,48%, para 60.057 pontos. O giro financeiro estava em R$ 4,7 bilhões.

Nos Estados Unidos, as bolsas também operam no azul. Há instantes, o índice Dow Jones subia 0,74%, enquanto o Nasdaq se apreciava em 1,21% e o S & P 500 avançava 0,93%.

Na Europa, os ganhos do mercado ao fim do pregão foram mais expressivos, já que, entre as principais bolsas, a londrina e a alemã subiram mais de 1% e a francesa teve um avanço superior a 2%.

A retomada do ânimo dos investidores ganha força com indicadores divulgados nesta manhã, referentes à economia americana.

As vendas de casas novas no país subiram 14,8% de março para abril, para uma taxa anualizada ajustada sazonalmente de 504 mil unidades. No setor industrial, houve um crescimento de 2,9% dos novos pedidos de bens duráveis nos EUA em abril.

Também dá força para a Bovespa a alta dos preços das commodities. Há pouco, os papéis PNA da Vale subiam 2,01%, para R$ 41,01, com giro de R$ 546,4 milhões, enquanto as ações PN da Petrobras se apreciavam em 2,07%, a R$ 27,10, com volume de R$ 353 milhões.

Ainda no âmbito corporativo, seguem entre as principais altas do Ibovespa os papéis PNB da Cesp que, há pouco, subiam 5,49%, para R$ 22,06, as ações PN da Bradespar, com valorização de 5,07%, a R$ 34,79, e os papéis PN da Vivo, com apreciação de 4,64%, a R$ 48,85.

No sentido oposto, entre as poucas baixas do índice, destaque para os papéis ON da Tim Participações, com recuo de 1,48%, a R$ 6,65, para as ações ON da Natura, com depreciação de 1,14%, a R$ 36,39, e Ultrapar PN, com queda de 1,02%, a R$ 80,42.

No mercado cambial, o dólar faz a direção contrárias das bolsas e opera em baixa desde a abertura das operações. Há pouco, a divisa americana cedia 1,01%, a R$ 1,849 na venda.

(Beatriz Cutait | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host