UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

31/05/2010 - 09h48

Bovespa deve ter pregão morno, em dia de feriado nos EUA

SÃO PAULO - Sem referencial externo, visto que o mercado americano não opera devido ao feriado do Memorial Day, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) deve ter um dia de pouca liquidez. O início do último pregão de maio deve acontecer no campo positivo, já que o Ibovespa futuro subia, há pouco, 0,45%, aos 62.280 pontos.

Na sexta-feira passada, o Ibovespa recuou 0,23%, para 61.946 pontos, e girou R$ 6,839 bilhões. Na semana, o índice subiu 2,80%, mas, no mês, acumula queda de 8,27%.

Desta forma, o Ibovespa caminha para seu pior desempenho mensal desde outubro de 2008, auge da crise financeira. Naquele mês, o índice havia despencado 24,8%.

Hoje, além de Wall Street, Londres também não opera. Na Ásia, os mercados fecharam a jornada de lado. Além das desvalorizações verificadas em Wall Street na sexta-feira passada, os investidores acompanharam o movimento das ações de empresas voltadas para exportações, de companhias do setor de tecnologia e de montadoras.

Em Tóquio, o Nikkei 225 subiu 0,06%, enquanto, em Seul, o Kospi avançou 1,14%. No lado negativo, o índice Shanghai Composite, de Xangai, registrou baixa de 2,40%, enquanto o Hang Seng, de Hong Kong, encerrou com recuo de apenas 0,01%.

Entre os indicadores divulgados, o ministério da Economia, Comércio e Indústria japonês mostrou que a produção industrial do país aumentou 1,3% entre março e abril. Foi o segundo mês seguido com alta no indicador. No comparativo com abril de 2009, houve elevação de 25,9%.

Na Europa, a agência de estatísticas Eurostat revelou que a inflação anual da zona do euro deve se situar em 1,6% em maio. Em abril, o indicador registrou expansão de 1,5%.

(Beatriz Cutait | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host