UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

01/06/2010 - 11h28

Atividade industrial brasileira desacelera em maio

SÃO PAULO - Embora a economia brasileira continue dando sinais de robustez, o ritmo de crescimento da atividade industrial em maio desacelerou, segundo estudo da empresa de pesquisas Markit Economics em parceria com o HSBC. O Índice Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) do setor manufatureiro, indicador que consolida diversos dados referentes ao desempenho industrial em apenas um indicador, recuou de 53,8 em abril para 52,4 em maio. O número 50 separa o crescimento econômico da contração.

Esse foi o quarto mês consecutivo de desaceleração, com o PMI, que atingiu a menor marca desde setembro de 2009. "Por trás da queda no índice básico estiveram as expansões mais fracas na produção, no volume de novos pedidos, no nível de emprego e nos estoques de insumos", diz a empresa em relatório.

O economista-chefe do HSBC Brasil, Andre Loes, afirma que foi verificada no mês passado uma desaceleração no aumento de preços, tanto de produtos finais quanto de insumos. "A leitura de maio do índice de gerentes de compras do HSBC sugere uma clara acomodação da expansão industrial, à medida que avançamos no segundo trimestre. Dada a atual força da inflação e as indicações de que o hiato do produto já apresenta valor positivo, essa moderação do crescimento e as primeiras indicações de desaceleração da inflação são muito bem-vindas", destaca. (Francine De Lorenzo | Valor)_

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host