UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

01/06/2010 - 12h43

Ibovespa opera em queda, mas defende os 62 mil pontos

SÃO PAULO - Embora a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) continue a operar no campo negativo, indicadores econômicos americanos conseguiram reduzir as perdas no mercado e devolver os 62 mil pontos ao Ibovespa.

Próximo das 12h40, o Ibovespa recuava 0,64%, para 62.642 pontos, com giro financeiro de R$ 2,84 bilhões.

Já em Wall Street, onde o mercado ficou fechado na última jornada, o índice Dow Jones subia 0,31%, enquanto o Nasdaq avançava 0,05% e o S & P 500 se depreciava em 0,10%.

Depois da divulgação de dados fracos sobre a atividade industrial chinesa e europeia, que puxaram as bolsas para baixo, a economia americana deu novos sinais de recuperação e elevou o ânimo dos investidores.

De acordo com o Departamento de Comércio, a atividade no setor de construção nos Estados Unidos em abril foi a maior em quase uma década. Os gastos com o setor subiram 2,7% de março para abril.

Além disso, o segmento manufatureiro americano apresentou expansão maior que o previsto no mês passado. O Institute for Supply Management (ISM) mostrou que o indicador que mede o desempenho desse segmento ficou em 59,7 em maio, após os 60,4 de abril.

"O mercado brasileiro acompanha o cenário externo, mas temos uma gordura em relação a ontem, quando o Ibovespa subiu e as bolsas americanas não operaram. Era natural vermos uma realização mais forte no mercado brasileiro", comentou o sócio da Beta Advisors, Rodrigo Menon.

No ambiente corporativo, as blue chips operam na mesma direção do Ibovespa. Há pouco, as ações PN da Petrobras tinham desvalorização de 0,43%, a R$ 29,47, com giro de R$ 394,6 milhões, enquanto os papéis PNA da Vale se depreciavam em 0,93%, a R$ 42,48, com volume negociado de R$ 300,5 milhões.

Entre as maiores quedas do dia, os papéis PN da Cemig recuavam, há instantes, 3,27%, a R$ 25,14, enquanto as ações ON da Sabesp perdiam 3,05%, a R$ 33,93, e as PN da Telemar cediam 2,51%, a R$ 29,02 Já as maiores altas do dia são lideradas pelos papéis ON da Cielo, com valorização de 3,63%, a R$ 15,96, seguidos pelas ações PNB da Eletrobrás, com apreciação de 2,70%, a R$ 26,93, e por Banco do Brasil ON, com ganhos de 2,0%, a R$ 26,50.

(Beatriz Cutait | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host