UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

01/06/2010 - 09h19

Produção industrial cai 0,7% em abril, mas avança ante 2009, diz IBGE

SÃO PAULO - A produção industrial brasileira teve queda de 0,7% entre março e abril, na série com ajuste sazonal. Perante o quarto mês de 2009, no entanto, o indicador subiu 17,4%. No acumulado deste ano, houve expansão de 18%. Em 12 meses, a alta correspondeu a 2,3%, a primeira leitura positiva desde janeiro de 2009 (1%), conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Considerando a base mensal, 12 ramos tiveram baixa na atividade industrial, 14 verificaram elevação e um registrou variação nula. Invertendo a direção tomada em março, bebidas apresentaram recuo de 11% e informática caiu 11,3%. Veículos automotores também registraram decréscimo, de 1,7%.

Por categoria de uso, bens de consumo semi e não duráveis deixaram quatro meses de avanço e verificaram retração de 0,8% em abril. A produção de bens de capital aumentou 2,4% entre março e o mês seguinte e a de bens intermediários verificaram ampliação de 0,5%. Bens de consumo duráveis também subiram 0,5%.

No confronto com abril do ano passado, o IBGE chamou atenção para o fato de o resultado (+17,4%) refletir uma baixa base de comparação, devido ao impacto da crise internacional, bem como "o incremento no ritmo produtivo nos primeiros meses do ano". "O índice de abril foi sustentado pelo crescimento em 25 das 27 atividades e 73% dos produtos pesquisados", destacou o organismo.

Dos segmentos avaliados, as principais influências vieram de veículos automotores (32,2%) e de máquinas e equipamentos (47,8%). Por categoria de uso, o destaque coube a bens de capital (36,3%). Na sequência, apareceram bens de consumo duráveis (20,9%) e bens intermediários (17,8%).

De janeiro a abril, 25 setores apresentaram crescimento da atividade fabril e as quatro categorias de uso verificaram alta, sobressaindo bens de capital, com elevação de 28,7%.

(Juliana Cardoso | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host