UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

04/06/2010 - 11h55

BP esforça-se para conter acidente no Golfo, diz executivo

SÃO PAULO - Mais de um mês após o início do derramamento de petróleo em um de seus poços no Golfo do México, a petrolífera BP admite que não detém os instrumentos necessários para conter o escoamento. O principal executivo da BP, Tony Hayward, disse, entretanto, que todos os esforços para cessar o vazamento estão sendo feitos.

Nesta quinta-feira, a BP informou que conseguiu reduzir o escape de petróleo. A companhia cortou parte da tubulação por onde passava o óleo, colocando em seguida uma capa para vedação. A operação só não foi mais bem sucedida porque o corte no oleoduto foi irregular, impedindo uma vedação completa. Agora, a BP tentará colocar uma espécie de funil para sugar o petróleo até embarcações. Estima-se que cerca de 19 mil barris de petróleo estejam vazando por dia do poço, provocando um dos piores desastres ecológicos da história dos Estados Unidos.

(Francine De Lorenzo | Valor, com agências internacionais)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host