UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

04/06/2010 - 09h21

Obama se diz furioso com vazamento de óleo e EUA cobram BP por danos

SÃO PAULO - O presidente americano Barack Obama disse estar "furioso" com a situação criada pelo derramamento de petróleo no Golfo do México com a explosão de uma plataforma da BP. "Alguém não pensou nas consequências de suas ações", disse.

Em entrevista ao programa Larry King Live, da rede CNN, o dirigente dos Estados Unidos observou, contudo, que essa indignação não ajuda muito agora e o que tem que ser feito é resolver o problema.

Aliás, o governo americano apresentou à BP uma conta de US$ 69 milhões pelos danos causados com o vazamento de óleo. A cifra cobre as despesas registradas até agora.

Outro golpe para a companhia do setor de petróleo foi o rebaixamento de sua nota pelas agências de classificação de crédito Fitch Ratings e Moody´s.

A Fitch Ratings cortou o rating da BP de AA+ para AA e alertou da possibilidade de nova revisão. A Moody´s também reduziu o ratings de dois bônus corporativos da empresa para um nível menor de grau de investimento.

A primeira agência estimou que os custos de limpeza relacionados com o acidente no Golfo devem ficar entre US$ 2 bilhões e US$ 3 bilhões em 2010. A segunda entidade também fez menção aos custos com contenção, limpeza e ações judiciais que a BP deve assumir.

(Juliana Cardoso | Valor, com agências internacionais)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host