UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

10/06/2010 - 10h30

Ações da BP caíram mais de 40% desde início do vazamento

SÃO PAULO - As ações da petrolífera britânica BP continuam em forte queda nesta quinta-feira. Há pouco, os papéis da companhia cediam 5,8% em Londres. Mais cedo, chegaram a despencar 12%, para a menor cotação dos últimos 13 anos. Desde a explosão na plataforma de perfuração em águas profundas, que deu início ao vazamento de óleo no Golfo do México, em 20 de abril, as ações da empresa já caíram mais de 40%.

Segundo a BP, os esforços para conter o vazamento de óleo no mar já custaram US$ 1,43 bilhão. No mercado, seguem as preocupações sobre a capacidade da petrolífera custear os gastos no futuro, embora representantes da companhia venham afirmando que há recurso suficiente. Ontem, o custo de proteção contra um eventual default da dívida da empresa atingiu máxima recorde.

Na quarta-feira, o governo dos Estados Unidos determinou o prazo de 72 horas para que a BP apresente em detalhes os planos alternativos para conter o vazamento, considerado o maior desastre ambiental da história americana.

(Ana Luísa Westphalen | Valor, com agências internacionais)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host